UFC Boston acontece nesta sexta-feira, com duelos que prometem

Na noite desta sexta-feira (18), teremos o UFC Boston. No evento principal o ex-campeão dos meio-pesados, Chris Weidman, enfrenta Dominick Reyes, lutador invicto na categoria e atual 4º colocado no ranking. Outro confronto que promete, Yair Rodríguez e Jeremy Stephens fazem revanche.  No primeiro duelo não houve resultado. Nenhum brasileiro está presente no card.

O palco dos confrontos será o TD Garden Arena, em Boston, Massachusetts, nos Estados Unidos. A previsão de início do card principal é às 22h.

FAÇA SUA APOSTA AGORA NA BET365

A luta da noite: Reyes x Weidman

Os americanos Dominick Reyes e Chris Weidman duelam na categoria peso-meio-pesado. A luta será a principal do card no UFC Boston.

Natural de Victorville, na California, Reyes é o atual 4º colocado no ranking. Com 29 anos, ele possui 1,93 de altura e pesa 92,99kg. Em seu cartel, foram 11 lutas, todas com vitórias. Seis delas foram por nocautes, duas por finalizações e três decisões dos juízes. As suas últimas vítimas foram Jared Connonier, Ovince St. Preux e Volkan Oezdemir.

Do outro lado, o ex-campeão Chris Weidman é natural de Baldwin, em Nova York. Com 1,87 de altura e 83,91 kg, ele possui 35 anos. Em seu cartel, foram 18 combates com 14 vitórias. Destas, seis por nocautes, quatro finalizações e quatro decisões. Nas derrotas, todas foram por nocautes.

Weidman teve um início fenomenal, e assim como o seu rival da noite chegou a uma invencibilidade de 11 lutas. Nesse período, ele ficou conhecido como o exterminador de brasileiros, já que venceu Anderson Silva duas vezes, acabando com a hegemonia do Spider, e também bateu Lyoto Machida e Vitor Belfort na sequência.

Mas, de lá para cá foram mais cinco duelos e apenas uma vitória. O ex-campeão caiu para Luke Rockhold, Yoel Romero e Gegard Mousasi. Venceu Kelvin Gastelum e depois teve a sua primeira derrota para brasileiros, sendo nocauteado por Ronaldo Jacaré na sua última luta.

Dessa forma, podemos esperar uma luta dura e bem disputada. Porém, por todas as situações, o ex-campeão Weidman vem com sangue nos olhos e é a nossa dica de aposta.

Revanche: Yair Rodríguez e Jeremy Stephens se reencontram

No UFC México, Yair Rodríguez e Jeremy Stephens fizeram a luta principal do evento, porém, terminou sem vencedor. Lutando em casa, Rodriguez acabou acertando uma dedada no olho do oponente. Assim, sem Stephens poder seguir no combate, o resultou terminou em no contest. Ou seja, sem resultado. Agora, eles podem enfim decidir quem é o melhor em um novo duelo.

Yair Rodríguez agora lutará na casa do adversário. O mexicano Yair Rodríguez, conhecido também como pantera, tem 26 anos, 1,80 de altura e 65kg. Com 14 lutas até aqui, ele possui 11 vitórias, duas derrotas e o duelo sem resultado. Das vitórias, quatro por nocautes, duas por finalizações e cinco por decisão dos juízes. Nas derrotas, as duas foram por nocaute.

Yair Rodríguez agora lutará na casa do adversário

Na sua última luta com resultado, Yair Rodriguez venceu Chan Sung Jung, com um nocaute no quinto round. Anteriormente, ele havia sido derrotado por Frankie Edgar, no UFC 211.

Do outro lado temos Jeremy Stephens, americano de 33 anos que agora lutará em casa. Com 1,75 de altura e 65 kg, ele possui um longo cartel no mundo das lutas. São 45 duelos, com 28 vitórias, 16 derrotas e o confronto com Yair sem resultado. Das lutas positivas, 19 terminaram com nocautes, duas por finalizações e sete na decisão dos juízes. Já nas derrotas, 11 foram pela decisão, três finalizações e dois nocautes.

Antes do confronto no México, Stephens vinha de duas derrotas, sendo para Zabit Magomedsharipov e José Aldo. A sua última vitória foi em 2018, contra Josh Emmett, com um nocaute no segundo round.

Apesar de agora o confronto ser na casa de Stephens, a dica de aposta é em Yair Rodríguez, que chega bem preparado para o confronto.

Foto crédito: Facebook.com/UFCBrasil

FAÇA SUA APOSTA AGORA NA BET365

Melhores casas de aposta do Brasil

Bet365
Confiança 9.3
Betway
Confiança 9.2
Netbet
Confiança 8.6
Vivagol
Confiança 8.4