Liverpool x Tottenham: tudo o que você precisa saber sobre a final da Champions League 2019

Após classificações heroicas nas semifinais, ingleses se enfrentam no dia 01 de junho, em Madrid, para definir o novo campeão da Europa

 

Nem o Barcelona de Lionel Messi, nem a Juventus de Cristiano Ronaldo, e nem mesmo o Real Madrid campeão das últimas três edições da UEFA/Champions League. No dia 1º de junho, a decisão sobre quem será o maior time da Europa na atualidade vai ficar entre Liverpool e Tottenham.

A final acontece em Madrid, na Espanha, no Estádio Wanda Metropolitano.

O MELHOR FUTEBOL DO MUNDO

O melhor futebol praticado entre todos os campeonatos nacionais, no maior torneio entre clubes do mundo! Assim pode ser designada a disputa entre os ingleses do Liverpool e Tottenham, nesta que é a 64ª edição da Copa dos Campeões.

Campeonato mais disputado, e com o maior número de craques em todo o planeta, a Premier League já teve seus momentos de chacotas em décadas passadas, quando faltava habilidade e sobrava vontade para os jogadores. Bola na área, trombadas e torcida violenta, deu a tona da Liga Inglesa durante muito tempo.

Mas graças ao intercâmbio de treinadores e jogadores que começaram a ter permissões mais facilitadas para atuar no futebol inglês, a evolução nos últimos 20 anos é estrondosa. Além de possuírem o campeonato mais rico – economicamente falando – também possuem o mais técnico, veloz e disputado entre todas as grandes ligas. Agora sobram times e atletas de qualidade para deleite de uma torcida fanática que sempre se faz presente nas partidas, com os estádios cheios.

SEIS ANOS SEM UM INGLÊS CAMPEÃO DA CHAMPIONS

Ainda assim, como toda essa evolução e poderio financeiro, técnico e de estrutura, nas últimas 11 edições da Champions League, apenas por duas vezes um time inglês sagrou-se campeão. Aconteceu em 2008 com o Manchester United de Cristiano Ronaldo, Wayne Rooney e Alex Fergunson, e em 2012 com o Chelsea de Didier Drogba.

Época que o futebol espanhol dominou a Europa por sete vezes, com quatro títulos do Real Madrid, e três do Barcelona. Bayern de Munique e Internazionale de Milão venceram uma vez cada.

LIVERPOOL: UM GIGANTE INGLÊS

Time dos mais tradicionais do mundo, o Liverpool chega a sua 8ª final de Champions League, tendo vencido até aqui cinco vezes. O auge dos Reds aconteceu nas décadas de 1970 e 1980 quando venceram por quatro vezes a competição continental, em período que também dominavam a Liga Inglesa. De 1990 para cá os Reds já amargam quase 30 anos de jejum do último título inglês, sendo, e muito, superados pelo Manchester United.

Na Liga dos Campeões a situação é diferente. Em 2005 os ingleses venceram nos pênaltis partida épica contra o Milan de Kaká e Shevchenko, após saírem no intervalo perdendo por 3×0, e conseguido empatar na segunda etapa. Também chegaram a final, e perderam, em 2007 – novamente contra o Milan – e no ano passado, 2018, quando foram superados pelo Real Madrid de Cristiano Ronaldo, Zinedine Zidane e companhia.

NA CHAMPIONS LEAGUE

A fase de grupos não foi nada fácil para o Liverpool. Em grupo com PSG, Napoli e Estrela Vermelha, o time comandado por Jurgen Klopp venceu três partidas, perdeu três, e acabaram ficando na segunda posição do Grupo C, com nove pontos – atrás do PSG de Neymar, com 12 pontos, e o mesmo número de pontos do Napoli, da Itália, que ficou na 3ª colocação.

Nas oitavas de final enfrentaram o poderosíssimo Bayern de Munique e, após empatar por 0x0 na Inglaterra, venceram por 3×1 na casa dos alemães.  Já nas quartas de final passaram fácil pelo Porto com duas vitórias, 2×0 e 4×1.

Mas o grande milagre aconteceu na semifinal contra o Barcelona de Lionel Messi e Luiz Suarez. Após perder por 3 a 0, com um show do argentino, muitos davam como a fatura finalizada, em tarefa impossível do Liverpool de conseguir reverter o placar.

Desfalcado de dois de seus principais jogadores – Roberto Firmino e Mohamed Salah – mais do que surpreendente, a vitória por 4 a0 do Liverpool sobre o Barcelona, no Anfield Stadium, abalou o mundo do futebol, e a partida já entra para aquelas viradas que serão lembradas eternamente.

TOTTENHAM: A PRIMEIRA FINAL

Ao contrário do seu adversário, o Tottenham chega a sua primeira final de Copa dos Campeões em 137 anos de história. A melhor campanha do time londrino havia sido realizada há 57 anos atrás, quando chegou na semifinal do torneio em 1962.

Porém, quando da primeira metade da fase de grupos da Champions League já havia passado, muitos já não acreditavam na classificação do Tottenham para a fase eliminatória. Isso porque nas três primeiras partidas a equipe somava apenas um ponto – com duas derrotas e um empate – em grupo complicadíssimo que tinha ainda Barcelona, PSV e Internazionale.

No returno venceu PSV (2×1) e Internazionale (1×0), e empatou com o Barcelona (1×1), garantindo a sua classificação para a próxima etapa do torneio. Trajetória que encontrou nas oitavas de final o gigante alemão Bosussia Dortmund, confronto que passou mais “tranquilamente”, com duas vitórias (3×0 e 1×0), além de eliminar o agora bicampeão inglês Manchester City, em partida também história decidida pela VAR após gol decisivo de Sterling nos acréscimos que acabou corretamente anulado.

De praticamente eliminados, os “Spurs” chegam a sua primeira final de Champions League, depois de bater nas semifinais o Ajax em outro confronto histórico. O time de Mauricio Pochettino perdeu a primeira partida em casa por 1×0, e na partida de volta, em Amsterdan, após sair atrás do marcador por 2 a 0, conseguiu virar a partida com três gols do brasileiro e talismã Lucas Moura – o último já nos acréscimos!

MAURICIO POCHETTINO

Franco atirador contra o pentacampeão Liverpool, o Tottenham chega a sua primeira final de Champios League para coroar o belíssimo trabalho do argentino Maurício Pochettino, que completa quatro temporadas nos “Spurs”.

Já um dos melhores treinadores do mundo, Pachettino chegou ao Tottenham em 2015, após passagens por Espanyol (2009-2012) e Southampton (2013-2014), e desde então faz um trabalho revolucionário no time londrino. Com ele os “Spurs” terminaram na 2ª colocação na temporada 2017, além de por duas oportunidades terem terminado na 3ª posição – situação que não acontecia desde o ano de 1990.

Maurício Pochettino é um ex-zagueiro e lateral esquerdo que começou sua carreira nos Newell’s Old Boys, da Argentina, em 1988. Lá atuou por 153 partidas e, em 1994, foi contratado pelo Espanyol, da Espanha, onde atuaria por quase dez anos de sua carreira contando as duas pesagens pelo clube. Lá jogou por 275 partidas no total. Ainda teve passagens por PSG, em época de Ronaldinho Gaúcho, e no Bourdeaux – ambos da França. Pela seleção argentina esteve presente em 22 vezes, inclusive na Copa do Mundo de 2002.

Nesta temporada na Premier League, com Manchester City e Liverpool nadando de braçadas a frente dos demais – terminaram com 98 e 97 pontos, respectivamente – o Tottenham terminou na 4ª colocação, com 71 pontos, atrás de Chelsea, e a frente de Arsenal e Manchester United. Em 38 partidas disputadas os “Spurs” venceram 23, perderam 13, e empataram em duas oportunidades.

JURGEN KLOPP

Mas não é somente a história que coloca o Liverpool como o favorito na decisão do dia 01 de junho. Todo o trabalho desenvolvido pelo treinador alemão Jurgen Kloop, nesses quatro anos, ainda não resultou em títulos, mas os Reds chegam pela segunda vez seguida a final da Champions League. Klopp montou um time equilibrado, além de um dos mais ofensivos e temidos em toda a Europa.

Todo esse poderio foi provado durante toda a temporada, em que o Liverpool brigou cabeça a cabeça com um dos times mais poderosos do mundo, o Manchester City, treinado pelo badalado Pep Guardiola.

Ex-zagueiro, Klopp atuou durante toda a sua carreira pelo Mainz 05, onde atuou por 325 partidas, e marcou 52 gols. Após encerrar a carreira de jogador, foi no mesmo Mainz 05 que começou a ser treinador. Isso em 2001, onde seguiu até 2008. Neste período levou a equipe pela primeira vez na Bundelisga, e também conseguiu classificar o clube para a Copa da UEFA 2005/2006, quando foram eliminados na fase eliminatória para o Sevilla.

Em seguida assinou um contrato com o gigante alemão Borussia Dortmund, que não vinha de boas temporadas. Com um 6º e 7º lugar nas duas primeiras temporadas, foi na 3ª que Jurgen Klopp entrou para a história do gigante alemão, ao conduzir o time a conquista da Bundesliga depois de nove anos. Jurgen Klopp permaneceu até 2015 em Dortmund, venceu diversos títulos, fez uma final de Champions League contra o arqui-rival Bayern de Munique, e entrou no seleto grupo dos maiores treinadores do mundo. Aportar em Liverpool, ainda em 2015, foi dar mais um passo a frente na carreira. É, ao lado de Pep Guardiola, o melhor treinador da atualidade, sempre com um futebol ofensivo em busca do gol.

Com um time equilibrado do goleiro ao centroavante, que conta, entre outros com o goleiro Alisson, o zagueiro holandês Virgil van Dijk, e um trio de ataque dos mais fortes do mundo, com Salah, Mané e Firmino, o Liverpool é o grande favorito para ficar com a taça da Champions League.

ENCONTROS NA TEMPORADA

Liverpool e Tottenham se enfrentaram por duas vezes na Premier League, e em ambas os “Reds” saíram vencedores pelo placar de 2×1. As casas de apostas apontam o favoritismo de 71% para o Liverpool, contra apenas 29% para o Tottenham.

SALAH X KANE

Entre todas as grandes estrelas que vão fazer parte desta final inglesa, um dos confrontos mais esperados será entre os artilheiros Mohamed Salah, do Liverpool e Harry Kane, do Tottenham. Ausentes nas semifinais por contusão – Salah na segunda partida – podem desequilibrar a partida decisiva da Champions League, em Madrid.

Na Premier League o egípcio foi o artilheiro da competição com 22 gols, ao lado do seu companheiro de time Mané, e de Aubameyang, do Arsenal. Kane marcou 17 vezes. Na Champions League o inglês leva vantagem sobre o egípcio com 5 gols anotados, contra 4.

O ESTÁDIO DA GRANDE FINAL

Inaugurado em setembro de 2017, o Estádio Wanda Metropolitano, é do Atlético de Madrid, e foi construído em substituição ao Estádio Vicente Calderón. Tem capacidade para 73.729 torcedores, e é classificado como um dos melhores e mais modernos estádios do planeta. A arena colchonera não saiu barata, e custou algo em torno de 306 milhões de euros – R$1,146 bilhão.

Essa é a quinta vez que a cidade de Madrid vai receber a final da Liga dos Campeões. Em 1957, 1969, 1980 e 2010, o estádio Santiago Bernabéu, do Real Madrid, também recebeu a final.

FINAIS ENTRE TIMES DO MESMO PAÍS

Essa é a sexta vez que times do mesmo país vão fazer a final do maior torneio do futebol europeu. Vale destacar que, antigamente, ter times do mesmo país numa final de Champions League era muito mais difícil pela quantidade de clubes do mesmo país que disputavam a competição.

– Confrontos:

.2000: Real Madrid 3 x 0 Valencia

.2003: Milan (3) 0 x 0 (2) Juventus

.2008: Manchester United (6) 1 x 1 (5) Chelsea

.2013: Bayern de Munique 2 x 1 Borussia Dortmund

.2014: Real Madrid 4 x 1 Atlético de Madrid

.2019: Tottenham x Liverpool

ONDE ASSISTIR A FINAL DA CHAMPIONS LEAGUE

No dia 01 de junho, no estádio Warda Metropolitano, em Madrid, a partir das 16h, acontece mais uma final de Champions League, o maior torneio entre clubes do mundo.

Tottenham e Liverpool fazem um final inédita, cheia de rivalidades e grandes estrelas, e a promessa é de um jogão de bola. Para os torcedores brasileiros, o que resta é chamar os amigos para acompanhar essa partida que é uma grande festa.

E além dos canais de TV por assinatura TNT e Esporte Interativo, que transmitem a partida ao vivo, com uma cobertura antes e também depois das partidas, a final será transmitida, como em outros anos, em diversos cinemas brasileiros. O valor dos ingressos para acompanhar na tela grande varia entre R$60 e R$80.

Também vale destacar que, no Brasil, a página do Esporte Interativo no Facebook transmitiu diversas partidas do torneio continental, inclusive as duas semifinais, e a expectativa é que a grande final também seja transmitida ao vivo pela maior rede social do mundo!

Ótimo jogo!!

Notícias mais recentes