Como trabalhar com apostas esportivas?

O mercado das apostas esportivas está cada vez mais forte no Brasil. O brasileiro é um dos mais fanáticos públicos quando se refere, principalmente, ao futebol. Com isso, e atraindo cada vez mais pessoas, muitos estão se especializando neste mercado das apostas. É a possibilidade que muitos enxergam para tirar uma grana extra no mês, mas, é possível fazer da diversão das apostas esportivas um trabalho?

Confira nosso artigo super bacana que dará algumas dicas preciosas para você que vem conhecendo este mercado.

O apostador profissional

Após legalização das apostas esportivas, novas regulamentações surgem para o Brasil. Com isso o mercado começa a abrir um leque maior seja para os apostadores profissionais, como para os amadores e que querem apenas se divertir.

Para os profissionais, essa profissão parece a dos sonhos. Afinal, quem não gostaria de trabalhar com esportes? Porém, antes de tudo requer muito estudo, análises e paciência, pois é um investimento que, para obter sucesso, é preciso ser bom e ter ao seu lado o poder da mente. A parte psicológica é tanto, ou mais importante que a técnica.

Betway Brazil Sports Banners

Marcas entrando no mercado nacional

A Faculdade Getúlio Vargas realizou uma pesquisa na qual ressaltou que são aproximadamente 4 bilhões de reais movimentados por ano em sites no Brasil, com expectativa que esse número chegue a 7 bilhões. O governo comemora, já que o mesmo deve abocanhar 30% dessa fatia.

De olho nesse mercado atraente, empresas renomadas mundialmente já começam a entrar em nosso território, e podemos observar isso nos patrocínios das equipes esportivas e nas exposições em placas de publicidades durante os eventos.

Dentre as empresas que já estão atuando fortemente no mercado nacional, podemos ressaltar a presença da Sportingbet Brasil, NetBet, 1xBet e Bodog. Elas já aparecem estampando os espaços para publicidade no horário dos jogos e até mesmo nos estádios.

Nas camisas das equipes, já podemos observar a NetBet no Fortaleza e no Vasco, por exemplo. Se liga nesse artigo que falamos um pouco mais da relação entre o futebol brasileiro e as casas de apostas esportivas. Recentemente, a Betsul fechou com o São Paulo, patrocinando a equipe de futebol, vôlei e basquete do Tricolor.

Freelancer Vs Emprego fixo

Uma das situações de quem trabalha com aposta é a comparação com o emprego fixo. Como tudo na vida, tem os seus prós e os seus contra. Por exemplo, trabalhando por conta no segmento das apostas esportivas, um ponto favorável é não ter que aturar um chefe no seu pé.

A flexibilidade de horário também é um fator interessante e positivo, já que você poderá operar os trabalhos no seu tempo, podemos manter uma rotina ou não. E falando em pontos positivo, claro que não podemos deixar de citar o prazer, já que para um fã de esportes, trabalhar com o segmento é muito motivador e prazeroso.

Já pensando do lado negativo, não existe a estabilidade de saber que todo dia X, receberá um valor Y em conta, mas isso pode ser bom, já que você não terá limite de ganhos.  Outro ponto negativo, é não contar com os registros em carteira e os benefícios de um emprego fixo.

Saiba mais: Carteira virtual, a Vcreditos é a opção favorita de diversos dos principais apostadores do Brasil!

Home Office Vs Escritório Físico

Outra questão de comparativos é do local de trabalho. Um apostador faz o seu serviço no chamado Home Office, situação cada vez mais frequente em diversos segmentos de trabalho.

Trabalhando em casa, ou onde quiser, já que existe essa possibilidade, o Home Office ganha pontos na questão tempo. Ponto mais do que importante principalmente para quem vive em grandes cidades, e onde o tempo é, ainda mais precioso.

O ponto “negativo” do Home Office e positivo para o escritório é direcionado a pessoas que gostam de conviver com outras. Trabalhando em casa acabamos ficando um pouco mais presos em um mesmo ambiente.

Cargos disponíveis para ser um apostador!

Existem alguns tipos de apostadores esportivos. E isso varia com o estilo de cada pessoa e método preferido para fazer sua aposta. Os três mais comuns são o Arbiter, Punter e o Trader.

O Arbiter é um tipo de apostador que busca por desequilíbrios de odds em casas de apostas. É uma tarefa bem mais complexa, que requer muito estudo e tem um alto risco de bloqueio em casos de odds desajustadas por engano.

Já o Punter é um apostador comum, que procura sempre fazer o simples. Esse estilo é mais complicado de conseguir um bom lucro a longo prazo, pois ele simplesmente aposta na sua convicção de vitória. Então, quando perde, pode ter um grande prejuízo.

Por último temos o Trader Esportivo, uma versão maior, mais complexa do apostador. É como um mercado de ações, com compra e vendas, porém, de odds (as cotações). Aproveitando as oportunidades, o trader faz a sua aposta em busca de um lucro X da aposta. Quando atinge o objetivo faz o famoso cash out, que é encerrar a mesma.

Um exemplo, é pegar o empate do time A contra o B, sendo que o visitante está vencendo por 1 a 0. Quando acontece o empate, um valor é ofertado para encerrar a aposta, e o trader faz esse processo quando atinge a porcentagem esperada, não deixando a aposta até o final.

Saiba mais: Entrevistamos Trader Duarte, um dos mais influentes apostadores do Brasil. Imperdível!

Agora que você já sabe um pouco mais sobre como funciona a indústria das apostas, deixaremos abaixo algumas perguntas e respostas mais comuns.

É fácil ser apostador profissional?

Não, não é uma tarefa fácil. Ser um apostador requer muito estudo, atenção, análises, psicológico e trabalho duro no dia a dia.

Você não deve entrar no segmento esperando se tornar um milionário. Porém, é sim possível conseguir estabilidade de vida no mundo das apostas, mas para isso requer um trabalho diário e sem pressa.

Quanto mais se especializar, mais chances terá. Mas o mercado de apostas não é uma conta exata, portanto, não existe nenhuma certeza de sucesso.

Você não precisa ser um fã de esportes para se tornar um apostador, porém, precisa entender como funciona bem todas as opções, estudar e fazer boas análises, além de claro, uma ótima gestão de banca.

Para me tornar um apostador de sucesso é necessário estudar muito. Existem muitos cursos e videoaulas na internet com profissionais de qualidade. Alguns precisam ser pagos, outros não. Outra dica é nessa entrevista que fizemos com Ricardo Santos, o Full Trader. Confira AQUI a sua história e como se tornou um dos principais apostadores do país.

Foto crédito: Serena Repice/Unsplash